STML - Desde 1977 a lutar pelos trabalhadores
Entrada Acção Socio Cultural
Visita ao Museu Nacional do Azulejo Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 04 Julho 2018 08:46

foto de capaA Comissão de Reformados do STML visitou o Museu Nacional do Azulejo no dia 29 de Junho, sob a orientação de Helena Montiel.

A igreja, o coro, a capela de Santo António e a capela da rainha D. Leonor fazem parte da exposição permanente e a organização do espaço é determinada pela morfologia do Convento da Madre de Deus.

São 22 as salas que documentam a história do azulejo em Portugal desde o século XVI até à atualidade, integrando também peças de cerâmica, porcelana e faiança dos séculos XVII a XX. Organizada cronologicamente, inclui um núcleo dedicado às técnicas de produção azulejar.

 

 

Ver fotos aqui

 

 

stml novo jpeg

 
44º Aniversário da Revolução de Abril com a Inter-Reformados de Lisboa Versão para impressão Enviar por E-mail
Segunda, 07 Maio 2018 13:06

foto capaA 21 de Abril participámos na comemoração do 44º Aniversário do 25 de Abril, promovida pela Inter-Reformados de Lisboa, em Momtemor-O-Novo.

À chegada ao Cineteatro Curvo Semedo fomos brindados com a actuação do grupo coral feminino Ecos do Monte.

No debate que se seguiu, onde a mesa era composta pelo vice-presidente da CMM, representantes da IR, do MURPI, USL e ATA, o lema "Reforma agrária – um sonho adiado", proporcionou intervenções diversificadas e muito sentidas.

 

foto capa 1

 

A encerrar, uma pequena homenagem, com a entrega de um cravo e leitura de um poema, dedicada a uma das assistentes: Celeste – a trabalhadora que deu origem a que o 25 de Abril de 1974 ficasse conhecido como a Revolução dos Cravos.

 

Após um lauto almoço alentejano, fomos ao Castelo, a várias Ermidas, ao antigo Paço dos Alcaides e outros locais de interesse deste bonito concelho do distrito de Évora, na companhia de uma guia da CMM, acabando a visita no moderno Arquivo Municipal.

 

 

 

 

 

 

Ver fotos aqui.

 

Vídeo do Grupo Coral Feminino

https://www.youtube.com/watch?v=Pv5u8kbcnaI

 

 

Inter reformadosstml novo jpeg

 

 

 

 
Visita à exposição do MDM – 28 de Março de 2018 Versão para impressão Enviar por E-mail
Sexta, 06 Abril 2018 14:02

foto de capaA Comissão de Reformados do STML visitou a exposição "50 anos em Movimento - Mulheres fazendo história", na Biblioteca Nacional, patente ao público até 19 de Maio.

Fátima Amaral, da Direcção Nacional do MDM guiou-nos pelo espaço constituído por documentos do arquivo do Movimento Democrático de Mulheres, que marcaram as principais lutas das mulheres portuguesas ao longo destas cinco décadas.

O espólio em exposição, espelha grandes momentos históricos que o país e o mundo atravessaram, ligando a luta das mulheres portuguesas por direitos sociais, direitos políticos, direito ao trabalho e salário igual, contra as violações e violência, tráfico de seres humanos e IVG até à solidariedade com mulheres em luta por causas da independência, da libertação, contra as guerras e assassinatos, contra a exploração sexual das mulheres, o respeito pelas imigrantes, pela orientação sexual e a identidade de género.

 

 

logo MDM

 

 

 

 

Ver fotos aqui.

 


Sobre a exposição, ver também: http://www.mdm.org.pt/mdm-celebra-50o-aniversario-inauguracao-exposicao/

 

 

 
28 Fevereiro – Comissão de Reformados do STML visita o Museu Bordalo Pinheiro Versão para impressão Enviar por E-mail
Segunda, 12 Março 2018 14:50

foto capa2

foto capa1A 2ª visita de 2018 foi ao primeiro museu construído de raiz para albergar a obra de um artista e contou com o acompanhamento de Pedro Braga.

 

Rafael Bordalo Pinheiro, artista impar e multifacetado, tem nesta exposição, "Formas do Desejo", um especial enfoque na cerâmica – Temas, Forma, Função e Azulejo.

 

Natureza, Etnografia, Humor, Sátira, Descobrimentos e Retratos, tudo isso se enquadra em belíssimas peças para uso cotidiano ou decoração de interior e exterior.

 

Houve ainda oportunidade para alguns reformados recordarem a visita de 1982, proporcionada pelo STML, que a par da intransigente defesa dos direitos dos trabalhadores, valorizou sempre o convívio e a cultura.

 

 

Ver o fotos aqui.

 

 

Logo Inter Reformados 100x87stml novo jpeg

 
Próxima visita – Museu do Fado - 31 de Janeiro Versão para impressão Enviar por E-mail
Terça, 16 Janeiro 2018 10:43

CapaA Comissão de Reformados do STML tem marcada para as 15h do próximo dia 31 de Janeiro, 4ª feira, a habitual visita guiada.

Consagrada à canção urbana de Lisboa, a exposição fala-nos sobre a história do fado e da guitarra portuguesa, do percurso biográfico dos artistas que construíram e constroem, ainda hoje, a sua história e reflecte também a relação da sociedade portuguesa com o fado, através de um importante acervo de artes plásticas.

O Museu do Fado integra um acervo único no mundo, constituído por coleções discográficas, fotografias, filmes, cartazes, periódicos, repertórios, partituras, programas, troféus, trajes, adereços, instrumentos e objetos diversos.

Através de uma sucessão de ambientes recreados por meios audiovisuais, o visitante é convidado a conhecer a história do fado.

 

Localização: Largo do Chafariz de Dentro, nº 1

Transportes: autocarros 728, 735, 759, 794; Metro Linha Azul/Estação Sta.Apolónia

 

 

Ver fotos aqui

 

Inter reformadoslogo 40 anos

 

 

 

 

 
Visita de 25 Julho de 2017 - exposição "Debaixo dos Nossos Pés" Versão para impressão Enviar por E-mail
Terça, 29 Agosto 2017 09:18

1-minimizadaA Comissão de Reformados do STML voltou ao Torreão Poente do Terreiro Paço para ver uma nova exposição - "DEBAIXO DOS NOSSOS PÉS" - sob a orientação de Joana Olivença, o que ajudou os 14 associados a entende melhor a história da cidade e das pessoas que a habitaram.

O tipo de revestimento do solo é fruto das necessidades do homem que, aguçando a sua capacidade inventiva, foi encontrando sempre novas soluções com base em muitas experiências, ensaios e erros.

A utilização dos coches, liteiras e seges obrigou a um constante alargamento e alteração da pavimentação das ruas e os impostos necessários para o seu arranjo exigiram soluções distintas, consoante a capacidade económica das classes predominantes em cada zona da cidade. Embora o aparecimento do automóvel tenha colocado novos desafios, a pedra e a cerâmica continuaram a ser os materiais mais utilizados.

Chamar a atenção para o chão que todos os dias pisamos, deter os olhos nos padrões da calçada portuguesa que mãos hábeis fizeram, constitui um tributo a todos os que possibilitaram que percorrêssemos Lisboa, desde a Pré-História até aos nossos dias.

Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 13