STML - 40 Anos
Entrada
Aos trabalhadores da Junta de Freguesia de Carnide - Reunião com o Presidente Fábio Sousa Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 22 Março 2017 10:46

foto capaDando seguimento à discussão e resolução dos problemas inscritos no Caderno Reivindicativo entregue em 2016 pelo STML à Junta de Freguesia de Carnide, teve lugar a 21 de Março último uma nova reunião com o Presidente Fábio Sousa. Damos agora conta dos principais assuntos debatidos.


Assim;

  • Estão previstos para Maio-Junho a abertura de concursos públicos de contratação de pessoal, que procurará regularizar todas as situações que envolvem trabalhadores com vínculo precário;
  • A Junta continua a avaliar a possibilidade dos trabalhadores, por vontade própria e expressa, poderem ser acompanhados pela Medicina do Trabalho da CML;
  • Aos trabalhadores acidentados estão a ser pagos todos os montantes a que têm direito, especificamente a média do trabalho extraordinário realizado nos últimos 6 meses antes do episódio incapacitante;
Continuar...
 
28 de Março - Manifestação Nacional da Juventude Trabalhadora! Versão para impressão Enviar por E-mail
Segunda, 20 Março 2017 10:39

capa 28 marco28 de março na rua, em luta contra a precariedade e por melhores salários!

 

Aos jovens trabalhadores do município de Lisboa é-lhes exigido cada vez mais empenho, responsabilidade, pontualidade e, porque não afirmar, um constante 'amor à camisola" no desempenho das suas tarefas profissionais diárias.

Para segundo plano devem ficar as preocupações pessoais e com a família, ou o facto de receberem salários baixos ou não saberem ainda o que será da sua vida nos próximos meses considerando a precaridade do seu vínculo de trabalho.

Os nossos salários não evoluem há mais de uma década! As nossas condições de trabalho não melhoram há anos. As progressões na carreira estão congeladas há uma eternidade, que muitos já nem sequer se lembram que, em tempos, existiam reais perspetivas de progressão e valorização profissional.

Dos contratos precários, aqui sim houve uma preocupação séria que passou por banalizar o que antes era uma exceção, no que agora parece ser a regra. Generalizaram-se os recibos verdes, os contratos sazonais, os estágios profissionais não remunerados e os famigerados contratos de emprego-inserção, sinónimo de trabalho nunca garantido e quase de borla.

Continuar...
 
30 de Março, 17H00 - Assembleia Geral de Sócios Versão para impressão Enviar por E-mail
Segunda, 20 Março 2017 14:16

SINDICATO DOS TRABALHADORES DO MUNICIPIO DE LISBOA

(STML)

ASSEMBLEIA GERAL

CONVOCATÓRIA

 

Nos termos do disposto no Art.º 47º, alínea j) e Art.º 48º, alínea a), e do ponto 2 do Art.º 50º convoco a Assembleia Geral Ordinária do STML, para reunir na sua sede em Lisboa, no dia 30 de Março de 2017 pelas 17H00, com a seguinte Ordem de Trabalhos:

 

- Discussão e Aprovação do Relatório de Atividades e Contas de 2016 apresentado pela Direção do STML.

 

 

 

 

Nota: A Proposta de Relatório de Actividades e Contas de 2016, pode ser solicitado pelos sócios na sede do Sindicato, durante o horário normal de funcionamento, das 9H30 às 17H30.

 

 

 Lisboa, 13 de Marçode 2017

 

                                                                                                                                                                              O Presidente da Mesa da Assembleia Geral

                                                                                                                                                                                                Libério Domingues

 

logo 40 anos

 
Tribuna Pública sobre Precariedade - 17 Março - 14H30 - Praça do Município Versão para impressão Enviar por E-mail
Segunda, 13 Março 2017 09:59

cml03-150x123- Pré-aviso de Greve das 13h00 às 21h00 para todos os trabalhadores da Câmara Municipal, Juntas de Freguesia e Empresas Municipais -

 

Na Câmara Municipal, Empresas Municipais e principalmente nas Juntas de Freguesia de Lisboa, o recurso a trabalhadores com vínculo precário tem sido nos últimos anos uma prática recorrente.

 

Referimo-nos aos Contratos a Termo, Recibos-Verdes ou Contratos de Emprego/Inserção (CEI), que atualmente envolvem um número cada vez mais elevado de trabalhadores. Todos são indispensáveis ao funcionamento dos serviços públicos onde estão integrados, mas exercem as suas funções com nenhuns ou poucos direitos laborais e menos proteção social.

O problema da precariedade afeta a vida de todos, começando pelo próprio trabalhador que nessa situação se encontra, mas também dos restantes que veem a sua união e capacidade reivindicativa diminuída. É por esse motivo indispensável criar laços de solidariedade, desconstruir o isolamento a que são sujeitos os trabalhadores com vínculo precário, dando força à denúncia pública e à luta que é importante continuar a realizar.

É com estes objetivos que pretendemos realizar a Tribuna Pública na Praça do Município, permitindo os depoimentos e o debate sobre um problema que hoje atinge proporções inaceitáveis. Os trabalhadores não podem ficar à espera indefinidamente! O seu processo de integração deve ser célere e o mais abrangente possível, para que cada posto de trabalho permanente seja ocupado por um trabalhador com um vínculo laboral estável e efetivo.

Continuar...