STML - 40 Anos
Entrada
1 de Maio- Dia Internacional do Trabalhador Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 26 Abril 2017 08:51

Porque sem mobilização e luta não conquistamos direitos há muito exigidos!  

Capa - 1 Maio

 

A partir das 14h30 estaremos no Martim Moniz rumo à Alameda exigindo respostas aos problemas que nos afetam há demasiado tempo.

 

Exigimos soluções concretas, e até agora sempre adiadas pelo Governo PS de António Costa, no plano:

 

1. Da valorização dos salários,

2. Do descongelamento das carreiras;

3. Da regulamentação do Subsídio de Insalubridade, Penosidade e Risco;

4. Da identificação e regulamentação das profissões de desgaste rápido;

5. Do combate à precariedade com a regularização de todos os vínculos precários que consubstanciem necessidades permanentes dos serviços;

6. Da abertura de concursos para admissão de pessoal onde se verifiquem carências de pessoal;

7. Do investimento na melhoria das condições de trabalho;

8. Da revogação do SIADAP e implementação de um sistema de avaliação sem quotas;

9. Da reposição da forma de cálculo das pensões e das condições gerais para aposentação com 36 anos completos de serviço, independentemente da idade e a revogação dos fatores de penalização anual (6%) e de sustentabilidade (13,88%).

 

Continuar...
 
36ª Corrida Internacional do 1º de Maio Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 19 Abril 2017 11:15

cartaz 1 maio -reduzido

 

Inscrições de 10 a 24 de Abril! 

 

Flayer com detalhes da corrida aqui.

 

 

 logo usllogo 40 anos

 

 
43º Aniversário do 25 de Abril. Versão para impressão Enviar por E-mail
Terça, 18 Abril 2017 13:22

Cartaz  25 de Abril reduzido

 
21 de abril, às 14h30 no Rossio- Concentração dos Trabalhadores da Administração Pública Local. Versão para impressão Enviar por E-mail
Segunda, 10 Abril 2017 09:23

Greve Geral da Admin. PublicaO STML subscreveu o pré-aviso de greve do STAL (das 00h00 às 24h00) para a manifestação nacional dos trabalhadores da administração local que se realizará no próximo dia 21 de Abril, com concentração no Rossio às 14h30 e deslocação para o Ministério das Finanças.

Considerando que até agora o Governo minoritário do PS não assumiu como prioridade política as principais revindicações dos trabalhadores das autarquias, não nos resta outra solução que não passe pela mobilização geral em torno de questões concretas tais como:

  • Valorização e aumento real dos salários;
  • Descongelamento das carreiras;
  • Regulamentação do Subsídio de Insalubridade, Penosidade e Risco;
  • Identificação e regulamentação das profissões de desgaste rápido;
  • Combate à precariedade com a regularização de todos os vínculos precários que consubstanciem necessidades permanentes dos serviços;
  • Abertura de concursos para admissão de pessoal onde se verifiquem carências de pessoal;
  • Investimento na melhoria das condições de trabalho;
  • Reposição da forma de cálculo das pensões e das condições gerais para aposentação com 36 anos completos de serviço, independentemente da idade e a revogação dos fatores de penalização anual (6%) e de sustentabilidade (13,88%).
Continuar...