STML - Desde 1977 a lutar pelos trabalhadores
Entrada
STML - Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa
Novos serviços da Macif Versão para impressão Enviar por E-mail
Terça, 26 Julho 2011 20:42

A Macif Portugal, a pensar no Cliente apresentou dois novos serviços que garantem uma melhoria substancial na qualidade de tratamento e regularização dos Sinistros.

 

glassdriveEm Abril de 2011, criou-se uma parceria com a GlassDrive, tendo em vista uma maior celeridade na abertura de processos de Quebra Isolada de Vidros, uma redução significativa na burocracia e podendo o Cliente ligar directamente para a GlassDrive, através do número 808 246 246.

 

No mesmo modo, se desenvolveu no inicio de Junho, a rede de Oficinas Recomendadas, tendo como objectivo proporcionar ao Cliente múltiplas vantagens:

  • Início imediato da reparação;
  • Controle de qualidade;
  • Garantia da mesma, durante doze meses, por deficiência dos trabalhos executados;
  • Cedência de viatura de substituição, por parte de um número significativo de reparadores, reunidos que estejam determinados requisitos;
  • Extensão aos segurados Macif das condições protocoladas, em caso de acidente, avaria ou manutenção, cujo pagamento seja da sua responsabilidade;
  • Após conclusão da reparação, realização de um mini check up ao veículo.
Os seguros deverão ser contratados directamente na Macif Portugal, entregando declaração de associado do STML para obtenção de redução de custos ao abrigo do protocolo existente.
 
Saudação aos trabalhadores do Público Versão para impressão Enviar por E-mail
Sexta, 19 Outubro 2012 19:28

PúblicoO Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa saúda os trabalhadores ao serviço do jornal "Público", do poderoso Grupo Sonae, em greve contra a intenção da Administração de despedir 48 trabalhadores.

A Sonaecom viu os lucros aumentaram quase 52% em 2011 e quase 20% no primeiro semestre deste ano. Não se vislumbram portanto "dificuldades" da entidade empregadora.

Mas esta medida a avançar, para além de atirar para o desemprego mais algumas dezenas de trabalhadores, reduz e cerca a pluralidade de informação, um direito democrático que - pese embora orientações editoriais que muitas vezes reproduzem o discurso "oficial" - é fundamental para uma sociedade que se quer livre.

 
STML reúne com a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior Versão para impressão Enviar por E-mail
Sexta, 29 Dezembro 2017 11:44

jf santa maria maiorApós as eleições de Outubro passado, o STML solicitou ao novo Executivo eleito uma reunião de trabalho. A mesma teve lugar no passado dia 28 de Dezembro com o Presidente Miguel Coelho, estando presentes outros membros do Executivo e elementos ligados aos serviços desta autarquia. Dando continuidade às reuniões precedentes iniciadas no anterior mandato autárquico, o STML informou dos assuntos prioritários que neste momento preocupam os trabalhadores. Assim,

1.Avaliação de Desempenho (SIADAP)
A Junta informou que vai proceder ao arrastamento da última avaliação que cada trabalhador possui, cabendo a este a possibilidade de requerer a ponderação curricular. Irá igualmente desenvolver esforços para que as actualizações das progressões ocorram no vencimento de Janeiro. Se por qualquer motivo tal não se verifique, o pagamento a acontecer envolverá os retroativos com data referente a 1 de Janeiro. Assumiu ainda que durante o próximo mês, irá Informar todos os trabalhadores da respetiva pontuação.

Continuar...
 
Greve CML de 24 de Dezembro a 5 de Janeiro Versão para impressão Enviar por E-mail
Sexta, 27 Dezembro 2013 15:46

stml90x90O STML saúda todos os trabalhadores do Município de Lisboa que aderiram à greve decretada para dia 26 de Dezembro, tendo-se verificado elevados níveis de adesão.

Na Limpeza Urbana a greve prossegue com grandes percentagens de adesão, nomeadamente, por parte dos cantoneiros de limpeza, inviabilizando assim a varredura, lavagem e remoção dos resíduos sólidos, estando a realizar-se pouco mais que os serviços mínimos decretados pelo tribunal arbitral.

A luta vai prosseguir até ao dia 5 de Janeiro, com greve ao trabalho extraordinário. Queremos alertar para o facto da CML estar a convocar trabalhadores para efectuar serviços mínimos para os períodos de trabalho extraordinário, abrangidos pelo pré-aviso de greve. Esta situação já levou o STML a enviar uma reclamação por escrito ao Presidente da CML, uma vez que o acórdão do colégio arbitral, em nenhuma circunstância refere tal hipótese. Não sendo, portanto, nenhum trabalhador obrigado a cumprir trabalho extraordinário.

Salientamos a compreensão da população lisboeta pelos incómodos que esta greve estará a causar.

Relembramos que esta luta dos trabalhadores é em defesa dos seus postos de trabalho e dos seus direitos, e simultaneamente em defesa dos serviços públicos municipais, de qualidade, para todos os lisboetas.

 

A Direcção do STML

 
STML e STAL reúnem com o Secretário de Estado Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 26 Dezembro 2018 14:41

RSB Logo Redondo- Governo desvaloriza os Bombeiros Profissionais -

 

No passado dia 22 de dezembro, STML e STAL, reuniram com o Governo na pessoa do Secretário de Estado da Proteção Civil (SEPC). Do que se depreende desta reunião em termos latos, é a fraca vontade do Governo em arrepiar caminho sobre as suas propostas em torno do estatuto profissional e o regime de aposentação dos bombeiros profissionais. 'Marchar marchar' contra a vontade dos trabalhadores, parecem ser as palavras de ordem de um governo, de um ministro e de um secretário de Estado que não pesam as consequências de decisões que poderão ser profundamente negativas, não só para os bombeiros, mas também para as populações.

 

Em síntese, damos conta dos assuntos debatidos.

 

a) O SEPC continua a defender uma tabela onde prevê que a carreira de oficial bombeiro, não será uma carreira distinta da de sapador. O posto de oficial bombeiro passa a ser o último posto da carreira de bombeiro, referindo uma fase de transição da atual carreira para a carreira a ser criada. Apesar do SEPC ter afirmado que estaria disponível a considerar a possibilidade de criação de mais postos, a proposta apresentada mantém a estrutura inicial, o que determina uma menor possibilidade de promoção, com uma consequente desvalorização remuneratória. Além do mais, mantém o rácio para as categorias de chefe e subchefe para efeitos de promoção a estas categorias, impossibilitando neste sentido, futuras promoções.

Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 190